top of page

Sem castrações pela Prefeitura, ninhadas e abandonos de animais são cada vez maiores


Cadela com filhotes no Assentamento da Fazenda Monte Alegre. Foto: Reprodução

Gislaine Santana viu nas redes sociais a postagem de uma cadelinha filhote para adoção e foi amor à primeira vista. Peludinha, lembrava uma com quem conviveu por 15 anos e veio infelizmente a falecer. Contrariando seu marido, decidiu adotá-la. “A diferença é que cresceu um pouco mais do que outra”, diz.


Leia também:

Com o passar do tempo surgiu a preocupação com crias indesejadas. Sabendo do espaço criado pela Prefeitura em 2019, foi procurar saber sobre a castração. “Fui informada que estavam fazendo a cirurgia em machos e quando iniciassem as fêmeas me chamariam”, lembra.


Gislaine fez o cadastro, mas não a chamaram. Neste intervalo de tempo a cadelinha entrou no cio e, apesar dos cuidados, acabou engravidando. “Deixava ela presa, mas algum cachorro deve ter entrado pelo fundo de casa, onde o muro está inacabado”, relata.


A cadela teve oito filhotes. Quatro foram adotados e o restante estão disponíveis para adoção. “Estou divulgando nas redes sociais, mas está difícil. Minha preocupação é que eles cresçam e não consiga encontrar interessados. Além disso, a ração está muito cara”, pontua.


O caso de Gislaine é uma realidade cada vez mais frequente em Motuca. Sem um Programa Municipal de Controle Populacional, muitos moradores deixam de castrar seus animais e as crias indesejadas tornam-se corriqueiras. Infelizmente nem todos conseguem um lar e o destino acaba sendo a rua, onde estão sujeitos a maus-tratos e acidentes.


Ninhadas de gatos são descobertas frequentemente em Motuca

Ninhada que apareceu recentemente em propriedade da cidade

A população de gatos representa hoje a maior preocupação em Motuca para os voluntários que atuam na causa animal. Ninhadas são descobertas frequentemente em todos os bairros da cidade. Por serem mais ariscos, torna-se mais difícil o controle populacional. Além disso, muitos tutores permitem o acesso a rua de seus animais elevando as chances de acasalamento e crias.


O problema só não é maior por conta do trabalho voluntário realizado na cidade. A partir de doações de moradores, são realizadas periodicamente castrações de cães e gatos, principalmente os que se encontram em condição de abandono.

Comments


bottom of page