top of page

Moradores reclamam de cães soltos de proprietários que atacam e matam outros animais


Maria diz que mais de 10 gatos foram mortos recentemente no bairro onde mora

Por Gabriela Marques


No último mês, dois gatos foram atacados e mortos por cachorros no Jardim Nova Motuca. Os gatos, abandonados, viviam em situação de rua. Já os cães têm tutor. Uma das felinas chegou a ser resgatada, mas não sobreviveu após uma semana de internação.


Leia também:


“Três cachorros atacaram a Mel. Eles só a soltaram após intervenção das testemunhas”, relembra a voluntária Érika Figueiredo. Foi ela própria quem socorreu a gata. “Após diversos exames e vários dias internada, ela não resistiu”, conta.


No Bairro Motuca B, a aposentada Maria das Graças Bonifácio contabilizou, recentemente, mais de 10 gatos mortos por cachorros que também possuem dono. Ela fala que os cães sempre aparecem a noite e entram dentro dos quintais para pegar os gatos.


“Já acudi gato às 5h30. Na semana passada, eu e uma vizinha tiramos um gato da boca de um dos cães à 1h30. Fico tão nervosa de escutar eles matando as criações aqui da rua que não consigo dormir mais”, afirma dona Maria. “Inclusive, eles quase mataram um cão de rua em outro bairro”. O animal foi resgatado, precisou de pontos e passa bem.


Infelizmente, esse cenário é corriqueiro em Motuca. É comum relatos sobre gatos, cachorros e até pessoas sendo atacadas por cães que possuem tutores, mas que estavam soltos pelas ruas.


A nossa cidade sofre com o abandono de animais há muitos anos. Por isso, há dezenas de bichinhos que já moram nas ruas e estão expostos a maus-tratos, atropelamentos, frio, chuva, fome e a novas crias. Com isso, soma-se ainda os animais que têm dono, mas saem para dar a famosa “voltinha”.

Commentaires


bottom of page