top of page

Secretário afirma que dificuldade maior é conseguir motorista fora do horário

Atualizado: 2 de mar. de 2020

De acordo com o secretário de saúde Márcio Aparecido Contarim, a disponibilização de transporte para atender o vigilante Antônio Correa dos Santos em urgência para o transplante de rim esbarrou na dificuldade do município em conseguir motorista durante a madrugada. “Temos veículos, que geralmente ficam com os tanques cheios, mas o problema maior é chamar o motorista fora de hora”, alegou.


Leia também:


Sobre a utilização do motorista que fica em plantão com ambulância, ele afirmou que a Secretaria não pode deixar o Centro Médico sem esse o funcionário e o veículo por ser uma norma da Saúde. “Mas se tivessem entrado em contato comigo teria buscado uma outra solução”, relata.


A reportagem buscou o posicionamento da Prefeitura e do prefeito João Ricardo Fascineli sobre o episódio, mas não recebeu o retorno até a publicação da matéria.

Prédio do Centro Médico de Motuca

Comments


bottom of page