logo_final.png

Coronel da reserva desconfia das intenções do prefeito e diz que acusações devem ser comprovadas

Em artigo publicado logo após a entrevista do prefeito João Ricardo Fascineli ao programa da Morada, da Rádio Morada do Sol, o coronel da reserva Humberto Figueiredo afirmou que desconfia das intenções do prefeito e disse que as acusações contra os policiais são graves e devem ser comprovadas.


Leia também:

“Estamos juntos molecada... nêgo não vai folgar em nossa cidade”, diz Ricardo em áudios sobre PMs


De acordo com Figueiredo, que possui laços familiares em Motuca, muitos prefeitos não querem assumir protagonismo na fiscalização de trânsito para não se indisporem com os seus eleitores. “Eles preferem deixar ao Estado, e no caso à Polícia Militar, esta responsabilidade para que eventual desconforto em relação à fiscalização não recaia sobre seus ombros”, escreveu ele no artigo publicado em seu Blog intitulado “Mensagem ao prefeito de Motuca”.


O coronel da reserva considera que existem meios legais para apurar eventuais equívocos nas abordagens de trânsito. "Mais fácil para ele, o Prefeito, é fazer o papel de 'Sassá Mutema', o conhecido 'Salvador da Pátria', interferindo em favor daqueles que se apresentam como “injustiçados”", comparou.


Figueiredo considerou graves as acusações e defendeu o direito dos policiais denunciados de apresentarem suas versões. “Se as apurações não comprovarem as suas denúncias, o estrago já terá sido feito e os acusados poderão (e na minha opinião deverão) buscar na Justiça o ressarcimento pelos danos morais que lhes foi causado”, concluiu.


Click na imagem abaixo e leia a íntegra do artigo:


  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon

 CONTATO 

Cenário Social

Avenida Marcos Rogério dos Santos,nº 31, Centro,

Motuca-SP - CEP.: 14.835-000

e-mail: ocidadaonocontrole@gmail.com
Tel: 16-33481185