top of page

Paraty volta a disponibilizar horários entre Motuca e Rincão


Neste primeiro dia, o ônibus que saiu de Rincão veio vazio. Apenas um morador de Motuca utilizou o transporte para Rincão

A Viação Paraty voltou a partir de hoje (30) a disponibilizar horários ligando as cidades de Motuca e Rincão (ver abaixo). Desde junho a cidade estava sem o serviço, o que vinha causando transtornos aos moradores, principalmente os que trabalham fora. Na época a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) acatou justificativa da empresa para suspender todas as linhas, apontadas como deficitárias pelo número reduzido de passageiros.


Horários: 
- De Rincão para Motuca: 6h e 18h30
- De Motuca para Rincão: 6h20 3 18h55

Leia também:


Neste primeiro dia, o ônibus que saiu de Rincão veio vazio. Apenas um morador de Motuca utilizou o transporte para Rincão. “Para mim foi uma ótima notícia, pois tinha que pedir para meu pai me levar ou ir de carona”, declara o estudante João Guilherme Minalli Dias dos Passos, de 16 anos, que possui uma namorada na cidade vizinha. Agora, de acordo com ele, está pensando até em procurar um emprego em Rincão.


No dia 22 deste mês, foi publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo autorização da Artesp para que a Paraty possa operar na linha Guariba e Rincão em caráter experimental pelo prazo de 180 dias. A linha que liga Motuca a Guariba, no entanto, não foi disponibilizada pela empresa.


Perda de emprego

Vários trabalhadores de Motuca que possuem serviço nas cidades vizinhas foram afetados pela déficit de linhas do transporte intermunicipal. Em outubro de 2018 a Paraty iniciou a retirada de horários, que trouxe revolta aos moradores. A técnica em enfermagem Ana Kalina Rocha Schiavinato de Paula, de 41 anos, perdeu o emprego por conta disso. “Tive que trabalhar como autônoma por um tempo e somente em junho deste ano consegui entrar na Prefeitura de Motuca pelo Processo Seletivo”, relata.


Conflito entre o público e o privado

Sobre a falta de passageiros, a Viação Paraty declarou em outubro de 2018 por meio de nota encaminhada ao Cenário que o transporte gratuito realizado pela Prefeitura de “usuários pagantes” no ônibus da saúde e no transporte de trabalhadores afeta de maneira drástica a operação e tende a inviabilizar as linhas que passam por Motuca. “A Prefeitura transporta o usuário pagante de graça, enquanto a concessionária transporta usuários não pagantes, como idosos e pessoas com necessidades especiais, além estudantes, que têm o beneficio de pagar meia tarifa”, descreveu a empresa.

Comments


bottom of page