top of page

Ricardo e Contarim marcam reunião com vereadores e PM para discutirem ações contra a Covid

Diante da gravidade do atual momento, o prefeito João Ricardo Fascineli e o Secretário de Saúde Márcio Aparecido Contarim marcaram reunião com os vereadores e a Polícia Militar (PM) amanhã (11), na Câmara municipal, para discutirem ações de enfrentamento ao novo coronavírus, cujos casos vêm aumentando vertiginosamente.


A decisão foi divulgada por meio de uma live ao lado do secretário Contarim e do presidente da Câmara Antonio Paulo Ferreira da Costa (Paulinho) porque “os números de Covid no nosso município estão ficando alarmantes”, exclamou o prefeito. (assista a live no final da matéria).


Na ocasião, foram confirmados pelo secretário Márcio Contarim mais seis resultados positivos desde o último Boletim, elevando o número de casos para 132. Do total, 21 ainda estão doentes. Existem, ainda, 27 casos suspeitos aguardando resultado de exame, o que preocupa ainda mais as autoridades de saúde, pois é um número expressivo. “E com pesar que a gente vem falar que a situação está ficando crítica”, acentuou Contarim.


O Secretário participou de reunião virtual na companhia do prefeito Ricardo realizada pelo Departamento Regional de Saúde de Araraquara (DRS 3) com outros prefeitos e autoridades de saúde da região, na qual foram transmitidas informações preocupantes do sistema de saúde da região. “Os hospitais estão superlotados e a gente corre o risco de não conseguir leitos para pacientes nossos. Então a população tem que se conscientizar, usar máscaras, evitar festas, aglomerações, higienizar o máximo possível das mãos”, alertou.


Na reunião, as autoridades locais foram informadas que o número de mortes por Covid em janeiro chegou a 153, quase o dobro de agosto, até então o pico, quando 80 pessoas vieram a óbito. Diante da falta de leitos, de acordo com Contarim, os pacientes da região estão sendo encaminhados para unidades de Barretos e São José do Rio Preto.


Ricardo criticou festas que, de acordo com ele, estão acontecendo aos finais de semana em áreas de lazer da cidade e revelou que pode publicar um decreto proibindo os eventos. “Algumas pessoas vão ficar bravas, mas, infelizmente, se não tomarmos medidas mais duras e severas neste momento, a nossa população pode adoecer inteira”, destacou.


Assista ao vídeo na íntegra::


Comments


bottom of page