top of page

Políticas públicas em defesa dos animais


A criação de uma legislação municipal é essencial para o enfrentamento de problemas como abandono e maus tratos

A questão dos animais domésticos, abandonados ou não, precisa ser discutida seriamente em Motuca pela sociedade e poder público. A criação de uma legislação municipal é essencial para iniciar na cidade ações efetivas com a criação de um programa de castração permanente, programa de conscientização para a posse responsável, implantação de microchip e abrigo para animais abandonados doentes e os que sofrerem maus-tratos, entre outros vários detalhes, como multas, estipuladas pelo próprio município, para abandono e maus-tratos, por exemplo.


Na vizinha São Carlos, existe lei municipal eficiente e a cidade hoje é considerada nacionalmente “Amiga dos Animais”, com programas de castração, abrigo para cães, gatos e até cavalos, campanha de adoção e conscientização de posse responsável, multas para diferentes tipos de crime contra o animal, entre outras coisas.


Em Araraquara, após diversos problemas no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Ongs de proteção animal conseguiram há alguns anos apoio político para a aprovação de uma nova lei de posse responsável e um protocolo de atendimento do CCZ na Câmara Legislativa, intitulada “Política Municipal de Proteção aos Animais”.


Em Motuca, apesar da criação de uma legislação ser a prioridade, a cidade precisa promover a castração de animais de rua e de proprietários de baixa renda. Iniciativas de voluntários da cidade sensibilizados pela atual situação realizam há alguns anos a cirurgia em animais abandonados a partir de doações. A dificuldade é grande e sempre aparecem mais animais abandonados pela rua, carentes de ajuda.

Comments


bottom of page