top of page

OMS pede atenção para novo subtipo da variante ômicron

A sublinhagem BA.2 pode ser mais contagiosa que a versão original. Já foi detectada em mais de 40 países e a Organização Mundial da Saúde (OMS) quer saber se as vacinas seguem tendo resposta imunológica. O diretor-geral Tedros Adhanom afirmou que ainda “é perigoso supor que a Ômicron será a última variante, ou que estamos no fim do jogo”, mas que é possível acabar com a fase acuda da pandemia ainda em 2022.


O chefe da agência de saúde da ONU alertou ainda que “é perigoso supor que a Ômicron será a última variante, ou que estamos no fim do jogo”. De acordo com a OMS, em média, 100 casos novos de COVID-19 foram relatados a cada três segundos na semana passada e alguém perdeu a vida para o coronavírus a cada 12 segundos.


“Aprender a viver com a COVID-19 não pode significar que damos passe livre a esse vírus. Não pode significar que aceitamos quase 50 mil mortes por semana, por uma doença evitável e tratável. Isso não pode significar que aceitamos um fardo inaceitável em nossos sistemas de saúde”, observou Tedros, ao pedir mais empenho dos países para conter a pandemia.

コメント


bottom of page