top of page

Maior isolamento ajudou a conter a dengue em Motuca, avalia Vigilância

O maior isolamento social motivado pela pandemia do novo coronavírus contribuiu com o menor número de casos de dengue nos últimos meses. A avaliação é da Vigilância Epidemiológica Municipal. No período, os trabalhos de controle da doença continuaram, apesar de medidas sanitárias mudarem a metodologia.


A doença, no entanto, ainda é uma das principais preocupações da Secretaria de Saúde. Em 2019 o município enfrentou epidemia, com 135 diagnósticos positivos. No ano passado, o número caiu vertiginosamente para apenas nove. Neste ano, foi registrado um caso suspeito, cujo resultado do exame deu negativo.


“Os agentes não pararam, mas os trabalhos foram realizados a partir de protocolo do Ministério da Saúde. Por isso, não estão entrando nas casas. As pessoas ficaram mais em casa por causa da pandemia. Então esse distanciamento pode ter influenciado”, considera a coordenadora da Vigilância Sanitária, Susi Elaine dos Santos Falvo.


Colaboração

A principal ação para evitar casos de dengue é a limpeza de quintais. O mosquito Aedes aegypti se prolifera a partir de objetos que acumulam água, que servem de criadouros. A chuva e o calor contribuem com a proliferação dos mosquitos. Então é preciso redobrar os cuidados.

Comments


bottom of page