top of page

Jair Motuca, ícone da imprensa regional e filho notório da cidade, morre aos 71 anos

Atualizado: 9 de dez. de 2022

Morreu nesta manhã, aos 71 anos, o jornalista Jair Ariovaldo Falvo, mais conhecido como “Jair Motuca”, apelido que ganhou por ter nascido e vivido parte de sua juventude em Motuca. Do então distrito mudo-se com a família para Jaboticabal, onde veio a falecer. Ele é considerado ícone da imprensa regional, tendo trabalhado em emissoras como Imperial AM, de Taquaritinga, Morada do Sol AM, de Araraquara, e Saudades FM, de Matão.


O jornalista estava afastado há vários anos do trabalho por causa de sérios problemas de saúde. Nos últimos dias teve que ser internado por conta de complicações e no início desta semana a família iniciou campanha com objetivo de arrecadar recursos para o tratamento.


São Paulino fanático e amante do futebol, iniciou sua carreira entrevistando jogadores em partidas na região. Na foto abaixo, ele com o jogador Caíco, da Ferroviária, em 1986, na Fonte Luminosa de Araraquara, quando traballhava na Rádio Morada.

Também foi repórter televisivo de matérias de destaque, como a que denunciou crianças e adolescentes de Araraquara perdidas pelo vício das drogas, pela TV Morada/Manchete, em 1991. Na época trabalhava ao lado de José Carlos Magdalena, que ainda hoje possui destaque na imprensa regional. Assista abaixo:

Abaixo, Jair Motuca com a filha Ana Paula Falvo em foto tirada em 2013 e divulgada pelo Jornal "O Defensor", de Taquaritinga.

A morte de Jair Motuca vem tendo grande repercussão nos veículos de imprensa da região. Da mesmoa forma, o Jornal Cenário lamenta a morte do jornalista e encaminha condolências aos familiares neste momento triste pela perda de uma pessoa querida.



Comentarios


bottom of page