top of page

Inverno deve ser marcado por temperaturas acima da média

O inverno começou oficiamente ontem (20), às 17h51 (horário de Brasília). Para este ano, a Climatempo prevê um cenário diferente do que estamos acostumados, com a influência do fenômeno La Niña, o que deve apresentar temperaturas acima da média.


O que é o La Niña?

O La Niña é o irmão frio do El Niño, e sua principal característica é a diminuição da temperatura da superfície do Oceano Pacífico Equatorial. Essa mudança interfere nos padrões climáticos em todo o mundo, incluindo o Brasil.


Conheça as principais características do inverno deste ano a partir das explicações de Patrícia Cassoli, da Clima Tempo, no Podcast Estadão Notícias (ouça).


  • Temperaturas acima da média: Em grande parte do país, as temperaturas médias ficarão acima do normal. Isso significa que o inverno será mais ameno do que o usual, com menos dias frios.

  • Precipitação: A precipitação média também deve ficar acima da média no Sul e no Nordeste do país. Já nas demais regiões, a tendência é de um inverno mais seco.

  • Influência do La Niña: O La Niña, um fenômeno climático que resfria as águas do Oceano Pacífico, deve se configurar entre julho e agosto. No entanto, seus efeitos serão mais sentidos no final do inverno e na primavera.

  • Bloqueios atmosféricos: A alta frequência de bloqueios atmosféricos, que impedem a entrada de massas de ar frio, contribuirá para as temperaturas elevadas.

  • Frentes frias: Apesar da predominância do tempo seco, algumas frentes frias podem chegar ao país, especialmente no Sul e no Sudeste. Essas frentes trarão quedas bruscas de temperatura, mas com pouca duração.


  • Regiões com destaque:

  • Sul: Tendência de chuvas acima da média na metade sul e leste do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. No final do inverno, a estação deve ficar mais seca.

  • Nordeste: Chuvas entre média e abaixo da média, principalmente no interior. Temperaturas acima da média em grande parte da região.

  • São Paulo: Tendência de baixa umidade do ar durante todo o inverno, com risco de aumento da poluição e de novos focos de queimadas.




تعليقات


bottom of page