logo_final.png

Frigorífico em Motuca inicia neste mês com cerca de 60 funcionários e número reduzido de abates


Atividades são inauguradas cinco anos após o início das adequações e construção de estrutura em área da Extinta usina Santa Luiza

A Terral Agroindustria Ltda. iniciou no dia seis deste mês as operações de abates no Frigorifico de nome fantasia Triage, localizado em Motuca. A reportagem encaminhou perguntas (ver no final da matéria) sobre o empreendimento por e-mail a uma das diretoras da empresa, mas ela informou que não recebeu autorização para a divulgação.


De acordo com apuração do Cenário, estavam sendo abatidos até a semana passada de dois a seis animais diariamente, com a atuação de aproximadamente 60 trabalhadores em diferentes setores.


Em setembro do ano passado, a Terral realizou em um Hotel da cidade pré-seleção para a contratação de funcionários, o que atraiu centenas de pessoas de Motuca e de cidades vizinhas. Na época um dos responsáveis pela seleção afirmou que a prioridade seria a contratação de moradores de Motuca.


Em junho deste ano a Cetesb concedeu licença divulgada no Diário Oficial do Estado que autorizou o seu funcionamento, cuja atividade prevê a produção de carne bovina fresca; derivados (como couros e farinhas de ossos), processados (como hambúrgueres, quibes e almôndegas); e embutidos (como salsicha, mortadela e presunto).

No site oficial da Terral, após diferentes períodos de atrasos, o empreendimento estava previsto para iniciar as atividades no primeiro trimestre de 2020. Além das licenças ambientais, também obteve o S.I.F (Serviço de Inspeção Federal), do Ministério da Agricultura, certificação sanitária e tecnológica que demonstra respeito às legislações nacionais e internacionais vigentes.


A Terral afirma que busca resguardar conduta ética em relação ao abate, preconizando a busca pela minimização do sofrimento durante o manejo do gado, da raça Angu, criado pela própria empresa.


As atividades são inauguradas cinco anos após o início das adequações e construção de estrutura para o empreendimento em terreno de 32 mil m2, incluindo área construída de 1.350 m2, adquiridos em espaço da extinta usina Santa Luiza. A localização do Frigorífico é considerada estratégica, o que facilita o escoamento dos produtos.


Perguntas encaminhadas e não respondidas pela empresa:

  1. Qual o número de funcionários nesta fase inicial e qual a perspectiva total de contratações? A empresa está fazendo seleções no momento? Se sim, quais os cargos/funções disponibilizados?

  2. Quantos dos funcionários são de Motuca?

  3. Como a empresa avalia a disponibilização de mão-de-obra qualificada na cidade e na região? Existem treinamentos internos?

  4. Quantos animais estão sendo abatidos diariamente e qual a previsão na plenitude das operações? 

  5. O gado é da raça Angu, criado pela própria Terral, de acordo com site oficial, correto?

  6. Quais tipos de cortes/produtos estão sendo comercializados nesta fase inicial?

  7. Além do mercado interno, a empresa também pretende atender ao mercado externo?

  8. Qual foi o investimento direcionado pela Terral no empreendimento?  

  9. De acordo com o site oficial da Terral, o planejamento era que a inauguração do frigorífico fosse no primeiro trimestre deste ano. A pandemia do novo coronavírus influenciou no adiamento ou teve outro(s) fatore(s)?

  10. Quais as ações desenvolvidas pela empresa para evitar contaminações pela Covid-19 no ambiente de trabalho, já que os frigoríficos são considerados focos de disseminação da doença por autoridades de saúde?

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon

 CONTATO 

Cenário Social

Avenida Marcos Rogério dos Santos,nº 31, Centro,

Motuca-SP - CEP.: 14.835-000

e-mail: ocidadaonocontrole@gmail.com
Tel: 16-33481185