top of page

AAMAR presta contas aos Associados sobre pagamentos da cana em Assembleia Ordinária

Por meio de Assembleia Ordinária realizada no último sábado (22), a Associação Agrícola do Monte Alegre e Região (AAMAR) apresentou balanço dos pagamentos da produção de cana-de-açúcar pela Usina São Marinho aos seus associados. O evento, realizado no Assentamento 5, contou com grande adesão. Na discussão para o retorno na cultura no local iniciada em 2018, a indústria demonstrou a necessidade de uma entidade para representar os produtores.


O novo projeto do plantio de cana iniciou após autorização da Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (ITESP) com acompanhamento da Prefeitura de Motuca. As colheitas foram organizadas em blocos de lotes próximos. A cultura vai para o seu quarto corte.


Esta é a primeira vez que o pagamento está sendo realizado por intermédio da associação. “A usina vem orientando em reuniões que os produtores se unam, pois é mais fácil para ela tratar com o coletivo e não no individual”, explicou Tereza Ferreira Cereço, presidente da AAMAR.


Atualmente, cerca de 200 produtores fazem parte da entidade. O associado contribui com R$ 240 por ano, pagos em tonelada de cana. “Além de receberem os pagamentos pela associação, a ideia é que tenham acesso a outros benefícios como participação em eventos, cursos e projetos”, apontou Tereza. “Não é fácil unir as pessoas, outras organizações não deram certo aqui, mas é a melhor forma de avançarmos”, complementou.


O balanço foi apresentado por Gilson Quintanilha, contador contratado pela Associação, que destacou a iniciativa como um compromisso da entidade com a transparência. “As pessoas que estão à frente da diretoria têm o mesmo interesse de todos, que é cuidar bem da contribuição que vocês estão fazendo. E demonstrar para vocês tudo o que acontece e os novos rumos que podem ser tomados”, discursou.


Pagamentos

O contador explicou que os pagamentos são realizados pela Usina no quinta dia útil ao mês subsequente ao da colheita. São repassados os custos ao prestador de serviços e ao fornecedor de insumos. Cada produtor recebe o montante proporcional a área de cana colhida de sua propriedade.


Veja fotos da reunião:


Comments


bottom of page