logo_final.png

Entrevista: Alison ressalta independência nos trabalhos e desafio de atrair população para a Câmara



O que a população pode esperar de sua atuação à frente dos trabalhos do legislativo?

Durante a campanha política enfatizei a experiência que acumulei na Prefeitura. Com exceção do financeiro e Recursos Humanos, passei por todos os setores da administração municipal. Essa bagagem me ajudou muito. Estou sempre aberto a aprender e procuro me dedicar aos trabalhos.

Sua eleição para a presidência foi questionada por alguns vereadores. Sua situação no cargo está regular?

A gente já vinha estudando a questão jurídica. Como já existia uma lei aprovando a redução da carga horária, avaliamos uma possibilidade de viabilizar minha ocupação no cargo. O ex-presidente Gabriel Muniz segurou um pouco e colocou a lei em prática no final de sua gestão.

Quais são as primeiras ações que está desenvolvendo?

Uma das primeiras foi mudar a forma de fazer os pagamentos aos vereadores e servidores da Câmara. Resolvi implantar um sistema utilizado na Prefeitura há alguma tempo, que é utilizar o serviço online. Agora, com exceção das remunerações com empréstimo consignado, é possível fazer desta forma, com mais segurança e agilidade. Outra ideia é implantar a Câmara Mirim, de autoria do Gabriel Muniz, aprovada no ano passado. Também estou finalizando o processo para a criação de concurso público para os cargos de contador e procurador jurídico, iniciado na gestão do ex-presidente Gabriel, e que buscar atender a apontamento do Tribunal de Contas.

Historicamente a Câmara está distante da população, que também não demonstra interesse nos trabalhos legislativos. Como resolver essa questão?

Já pensei em utilizar mais a tecnologia, como as redes sociais, ferramentas importantes que podemos usar a favor da Câmara. Pretendemos divulgar mais nosso trabalho, as agendas de reuniões, Sessões e Audiências, convidando a população para participar.

Alguns vereadores reclamam da falta de estrutura da Câmara para atender necessidades técnicas/jurídicas. Você acha que é preciso melhorar algo?

Em breve faremos um concurso público para procurador jurídico, que deve ajudar na assessoria aos vereadores. Acho que a Câmara de Motuca tem uma boa estrutura, melhor até que muitas cidades de maior tamanho. Temos servidores que admiro muito. Dão todo o suporte aos trabalhos. Mas estamos abertos para avaliar possíveis melhorias.

Em seu discurso após a vitória que o levou ao cargo, você enfatizou que a Câmara terá independência. Como será a relação com o poder executivo?

Tenho aproximação com o prefeito Ricardo. Temos amizade há muitos anos. Mas isso não significa que serei um “pau mandado”, como já cheguei a ouvir nas ruas. Deixei claro a ele que possuo uma forma própria de trabalhar. Irei respeitar o espaço dele e espero que respeite o meu. Já estamos articulando, por exemplo, que os projetos cheguem antes para os vereadores terem mais tempo para analisá-los.

As Sessões estão sendo marcadas por discussões tensas entre alguns vereadores. Como pretende lidar com isso?

Tenho um perfil conciliador e procuro ser amigo de todos. Irei usar essas qualidades para melhorar a relação entre os vereadores, que reconheço ter passado dos limites em algumas situações. Para evitar conflitos, irei seguir o Regimento Interno. Não irei aceitar discussões quando perceber que entrou para o lado pessoal. Usarei do meu poder como presidente para cortar o microfone quando avaliar necessário. O interesse público deve estar acima dos pessoais.

Como avalia o governo municipal?

Considero o que o governo está de bom para excelente. Serviços como saúde e educação estão indo bem. Uma questão que precisa melhorar é a geração de empregos. Ouço muitos moradores reclamarem da falta de oportunidades na cidade. Acho que deveria ter mais ações para atrair empresas para a cidade. Sei que temos algumas limitações como o fato da malha rodoviária estar longe, o que dificulta o escoamento de produtos, além da falta de mão-de-obra qualificada. Mas com o novo Distrito Industrial a tendência é melhorar.

Existe um desafio em particular na sua gestão como presidente?

Acredito que o maior desafio seja despertar na população o interesse em acompanhar os trabalhos na Câmara. Iremos avaliar mudanças em horários e ampliar a divulgação para atrair os moradores para eventos como as Sessões, Reuniões e Audiências Públicas.

#câmarademotuca #sessões #destaque4

1 visualização0 comentário
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon

 CONTATO 

Cenário Social

Avenida Marcos Rogério dos Santos,nº 31, Centro,

Motuca-SP - CEP.: 14.835-000

e-mail: ocidadaonocontrole@gmail.com
Tel: 16-33481185